NOTÍCIAS DA ASSEMBLEIA

Vivaldo requer instalação de cabines de desinfecção nas unidades de Saúde

Notícias | Publicado em: 22/05/2020

O deputado Vivaldo Costa (PSD) protocolou requerimentos, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, que buscam auxílio do Governo do Estado para os setores da Saúde, Segurança e Cultura no enfrentamento da pandemia decorrente da Covid-19.

Em uma das propostas, o parlamentar solicitou à governadora Fátima Bezerra (PT) a instalação de cabines de desinfecção na entrada de todos os estabelecimentos de saúde, públicos ou privados, no Rio Grande do Norte.

“Em função da disseminação da Covid-19 no Estado, é imprescindível a instalação de cabines de desinfecção na entrada de todos os estabelecimentos de saúde do RN, porque isso diminuirá o contágio do vírus. Algumas cidades já efetivaram a ideia e está dando certo”, explicou Vivaldo.

Segundo o deputado, as cabines atuariam na eliminação de germes, bactérias e vírus, através de uma nuvem de vaporização, para desinfetar roupas e superfícies em geral. “O produto não é tóxico, não tem cheiro e também não mancha roupas”, esclareceu.

O parlamentar também pediu a testagem em massa, para a Covid-19, dos servidores da área de Segurança, especialmente do sistema prisional.

“É essencial e urgente que a gente teste todos os servidores do sistema penitenciário, a fim de conter o avanço da pandemia e mapear a situação dentro das unidades de detenção. Apesar da luta desses profissionais para não contaminar a si nem aos detentos, a situação pode sair do controle a qualquer momento, devido à excessiva aglomeração e à falta de equipamentos de proteção individual”, argumentou Vivaldo.

Em outro documento enviado ao governo estadual, o parlamentar cobrou a implementação de medidas para ajudar o setor artístico e cultural do Estado, um dos mais afetados pela crise. A ideia é divulgar produções artísticas, através de vídeos feitos em casa, em plataformas digitais e redes sociais, em parceria o Governo do Estado.

O pedido de Vivaldo foi encaminhado à Fundação José Augusto (FJA). “A intenção é beneficiar aqueles artistas que vivem exclusivamente da cultura e da arte. Com esses vídeos, o Poder Público, através de um contrato temporário, poderia realizar uma ajuda financeira a esse público e, ao mesmo tempo, levar entretenimento e cultura aos cidadãos neste período de crise e de isolamento social”, concluiu.

VOLTAR